Se livre do estresse pintando o 7! Saiba como!

estresse-300x251

Sabe aqueles dias de cão em que você tem vontade de morder até o vento? Pois é. Eles são frutos da rotina que nos é imposta nos dias de hoje. Acordar cedo, ir para o trabalho, enfrentar engarrafamento, arrumar a casa, cuidar dos filhos, do marido. Há também aqueles que enfrentam professores endiabrados, que passam mil e um livros como se você não tivesse mais nada pra fazer neste mundo. Ao final de tudo isso, é super compreensível, que você esteja com os nervos à flor da pele.

O estresse é o mal do século XXI. Consequência da correria da vida, ele acaba nos trazendo ainda mais problemas. Além do nosso corpo sentir bastante a irritação dos nervos, as pessoas, que convivem conosco, sempre acabam atingidas pela fúria da nossa mente. O ideal é se livrar deste problema o mais rápido possível, antes que você fique sozinho no mundo e ainda mais doente.

Como o mercado não perde tempo, há muitas coisas por aí que prometem te livrar do estresse. Remédios milagrosos, bolinhas espinhosas, músicas relaxantes e entre outros. Eu, por natureza, já sou uma pessoa nervosa. Acredite, já testei muita coisa. Sabe maracujina? Não funciona. Chá de camomila? Dá sono, só isso. A bolinha? Perdi várias e isso me deixou ainda mais irritada. Dia desses, numa vasculhada desinteressada pela internet descobri o remédio perfeito.

jardimsecreto01

Jardim Secreto, de Johanna Basford, não é um livro como qualquer outro. Não há histórias, mas, sim, desenhos e enigmas. E sabe qual é a proposta principal? Pintar. Preencher os campos vazios e dar vida a flores, árvores e pássaros. Para se ter uma noção da febre que virou esse livro, só este mês no site da Amazon, foram vendidas mais de um milhão e quatrocentas mil cópias do exemplar. E você que acha que pintar é uma atividade só de crianças, saiba que está enganado. Porque os livros são comprados por adultos estressadinhos como você.

Read More…

Preocupação com os jovens

Quem me conhece sabe o quanto que eu gosto de trabalhos voluntários. E admiro ainda mais as pessoas que utilizam do seu conhecimento como uma ferramenta de inclusão social. São pessoas com esse pensamento voltado ao próximo que contribui com uma melhor qualidade de vida para quem se beneficia com esse gesto.

11091374_10202677707984185_1104381626_n

Adoráveis leitores, existem pessoas que por um impulso solidário, dedicam parte do seu tempo, espontaneamente e sem nenhum interesse em troca para ajudar ao próximo.E uma dessas pessoas é o Pernambucano, Professor de MMA, membro do Conselho Mundial de MMA, da Confederação Nacional e árbitro Oficial do XFC Cézani Moutinho.

Read More…

Balanço do Carnaval de Pernambuco 2012

carnaval
A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco divulgou o balanço geral do carnaval 2012 no estado. Foi registrada uma queda de 11,5% no número de Crimes Violentos Letais e Intencionais, em relação ao carnaval de 2011. Os números levam em conta o tempo compreendido entre as 00h da sexta-feira (17/02) até as 00h da terça-feira (21).
No total foram contabilizados 69 homicídios. Em 2011 foram 78 assassinatos.
Segundo a SDS, considerando apenas a cidade de Recife, a queda foi de 36,8%, com 12 homicídios este ano contra 19 em 2011.
O secretário executivo da SDS, Alessandro Carvalho, creditou o resultado ao planejamento antecipado, explicando que o trabalho começou em outubro, integrado com vários órgãos. Dessa maneira foi possível colocar câmeras de monitoramento em Olinda e fazer com que o carnaval em Ipojuca terminasse à meia-noite, por exemplo.
Armas e Drogas
O número de crimes relacionados a drogas, como porte, uso e tráfico de entorpecentes, teve uma redução de 27%, com 62 casos. Foram apreendidas 151 pedras de crack, 79 tubos de cola, 65 papelotes de maconha e 34 papelotes de cocaína. A polícia também recolheu armas brancas e de fogo durante o carnaval, totalizando 64 peças, número 46% menor do que o ano passado.
Furtos e Roubos
Crimes contra o patrimônio, como roubos e furtos, tiveram um acréscimo de 8%, com 425 ocorrências em focos oficiais de folia. Um aumento pequeno em relação ao mesmo período de 2011.
Trânsito
O 1° Batalhão de Trânsito notificou 629 motoristas durante os quatro dias de carnaval. Documentação irregular do veículo e do condutor foi a maior causa de autuação.
Trotes
Os números 190 e 193 receberam 77.954 ligações, que resultaram em 13.425 ocorrências. O número de trotes chamou a atenção, totalizando 4.362 chamadas. As dez pessoas que mais passaram trotes foram identificadas e será aberto um procedimento policial contra elas.
Leiam mais informações em:

Serenatas ao Luar na Orla de Olinda

Para os românticos de plantão e os amantes de uma boa música, hoje (12 – quinta-feira) a orla de Olinda será palco do projeto Seresta da Orla. Os seresteiros levarão aos moradores de Bairro Novo e os que estiverem a passeio, todo o lirismo das grandes e belas Serenatas ao Luar, com músicas românticas, ao som de instrumentos de cordas, percussão e cantos, e assim, reviver um passado romântico.

Foi dada a largada do romantismo e a da musicalidade para o público de todas as idades. As apresentações são quinzenais, sempre nas quintas-feiras à noite.

Para José Carlos, mais conhecido como Kita, o projeto representa um resgate ao atrativo turístico da cidade e tem como objetivo levar a cultura e entretenimento nas noites para a comunidade do Bairro Novo em Olinda.

A Seresta da Orla se concentrará no Bar e Restaurante Bode do Nô, com saída prevista às 19h30, pelo calçadão em direção ao Largo do Monumento ao Senador Marcos Freire. Durante o percurso, os seresteiros farão algumas paradas em frente aos restaurantes.

1

2

Maiores informações: (81) 99691567

 

UM POUCO DA HISTÓRIA

Segundo os dicionários, serenata é um concerto à noite, ao ar livre, mas também pode ser nome de certas melodias simples e graciosas. Não se trata propriamente de um modalidade musical, mas de uma forma interpretativa ou de um conjunto instrumental destinado a acompanhar pelas ruas e estradas um cantor solista.

Seresta foi um nome surgido no século XX, no Brasil, para rebatizar a mais antiga tradição de cantoria popular das cidades: a serenata.

No Brasil o ato de cantar canções de caráter sentimental a noite, pelas ruas, foi descrito viajante francês Le Gentil de la Barbinais, de passagem por Salvador em 1717, ao contar em seu livro Nouveau voyage autour du monde que “à noite só se ouviam os tristes acordes das violas”, tocadas por portugueses (espadas escondidas sob os camisolões) a passear “debaixo dos balcões de suas amadas” cantando, de instrumento em punho, com “voz ridiculamente terna”.

A transformação dessa modinha, a partir do Romantismo, em canção sentimental típica das cidades em todo o Brasil (alguns poetas românticos foram compositores, outros tiveram seus versos musicados), tal tipo de canto, transformado desde o séc. XVIII quase em canção de câmara, volta a popularizar-se com a voga das serenatas acompanhadas por músicos de choro, a base de flauta, violão e cavaquinho.

Influenciadas pelas valsas, as modinhas têm então realçado seu tom de lamento na voz dos boêmios cantadores de serenatas, por isso chamados de serenatistas e seresteiros.